O DESPERTAR DO GIGANTE SEM FRONTEIRAS

14333757_1747596245507470_1406029634066101292_n

No dia 17 de setembro, sábado, integrantes do ESF núcleo Itajubá em maioria alunos da Universidade Federal de Itajubá (MG) realizaram uma viagem até Lorena (SP) para participar do curso fornecido pelo projeto Despertar do Gigante. O clima no dia anterior havia sido chuvoso e os nossos membros estavam receosos quanto ao curso de agrofloresta. Na chegada conheceram Viviane do canal “PorQueNão? ”, o Professor Bruno da USP Lorena e engenheiro de materiais também conhecido como “Professor Pardal” e outras pessoas incríveis que participaram do curso junto a eles.
Após um breve café da manhã, “Pardal” fez uma curta explicação sobre como o solo funcionava, como funcionava a agrofloresta e suas vantagens sobre a agricultura convencional. Posteriormente lhes foi apresentado resultados anteriores conseguidos em apenas 40 dias num solo que previamente pobre em nutrientes e ácido, castigado pela erosão e pela pecuária, mas que agora produzia verduras, legumes e hortaliças, tais resultados serviram de almoço e janta para os estudantes durante o curso.

plantacao

Após a aula foi apresentado aos integrantes do curso o solo que iriam trabalhar, estava visivelmente degradado, compactado e pobre. As primeiras horas foram utilizadas apenas para remexer a terra e fazer as alterações no nível do solo, isso perdurou por toda a manhã, onde o trabalho com a enxada arando e afofando a terra serviu para o começo da preparação do solo. Todo este árduo trabalho manual foi acompanhado por “Predador”, cachorrinho da vizinha do local apadrinhado e apelidado pelos alunos que descansavam se divertindo com o pequeno animal. O almoço vegetariano, novidade para alguns alunos, foi de alta qualidade, assim os que participaram do curso puderam desfrutar de novos pratos feitos pela doce senhora Sidnea.

 

dog

Descansados, o período vespertino começou com os alunos preenchendo o solo com matéria orgânica, colocando primeiramente o bambu e folhas de bananeira para impedir a compactação do mesmo e posteriormente as linhas escavadas foram cobertas com estrume, capim fino e um pouco de húmus para melhorar a qualidade do solo. E assim o primeiro dia foi se encerrando com mais uma refeição deliciosa da senhora local.
comida
No período noturno, foi realizado um momento de compartilhamento dos aprendizados e experiências ganhos naquele dia, após tal discussão “Pardal” explicou como e o que seria plantado no dia seguinte. Assim seguindo a rotina estabelecida pelo professor do curso, o dia começou com um café reforçado. Os alunos preparados para o último dia de curso e mais trabalho, sofreram com o sol que castigava sobre suas cabeças, mas felizmente a vontade destes era maior para continuar com muito esforço. Foram abertos alguns sulcos onde seriam plantados as mudas e sementes e assim foi terminado de cobrir o solo com a matéria orgânica. Desta vez o almoço dos membros foi somado a um descanso mais duradouro, mas merecido pelos guerreiros itajubenses, durante o almoço e descanso se repetiu o compartilhamento de experiências retiradas do trabalho realizado. Por fim os membros realizaram o plantio das mudas e sementes com todo o cuidado e carinho de finalizar da melhor forma possível. Todos admiraram o resultado final com a visível diferença de qualidade que eles conseguiram proporcionar aquele solo em comparação ao início do curso. Antes de ir embora todos os participantes tiveram um momento de agradecimento ao “Pardal”, do pessoal do “PorQueNão? ”, do nosso diretor de projetos e de alguns dos novos amigos. Foi assim realizada a despedida e os alunos voltaram enfim para casa satisfeitos e com a mente aberta para novas ideias, oportunidades e projetos.

imagem-filipe

 

Para mais informações sobre o projeto, como fazer sua agrofloresta e sobre todas as suas atividades visitar e entrar em contato com a pagina: https://www.facebook.com/ODespertarDoGigante/

Texto escrito e revisado por: Luiz Felipe P.G. Guidugli e Rui Reis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *